Objetivos do Praticante

As pessoas procuram praticar artes marciais como meio de aliviar o estresse, por curiosidade, como meio de melhorar sua condição física. Nem todos visam o combate e mesmo que possuam este objetivo, devido ao longo tempo, energia e dedicação necessários postergam até que desenvolvam habilidades condizentes para sua própria segurança. Os objetivos individuais devem ser respeitados permitindo que o potencial de cada um amadureça no melhor tempo, enquanto isso podem apreciar o valor real das artes marciais e todas as possibilidades que a cercam, apenas lembrando que o empenho do praticante deve estar em conformidade com seus objetivos. Todos estes objetivos conduzem o individuo ao autodesenvolvimento.

Quanto aos objetivos:

Prevenção da Saúde Visando o bem estar – Os praticantes com apenas um pouco de prática diária e sem grandes exigências ou demasiado empenho pessoal, podem treinar buscando apenas equilibrar-se através de técnicas de relaxamento.

Pelo prazer do treinamento e conhecimento – Uma pratica mais disciplinada, mas ainda sem grandes exigências, visando compreender os princípios da natureza e a ciência envolvida nas artes marciais chinesas ou mesmo apenas para satisfação pessoal.

Para aplicação terapêutica Necessita de maior disciplina e supervisão. Visa auxiliar o terapeuta no desenvolvimento de uma base energética adequada e consistente, proporcionando condição necessária para aplicação ao tipo de trabalho de cada terapeuta, também facilitando a compreensão de forma clara dos princípios das ciências milenares chinesas, eliminando fantasias, ilusões e teorização não fundamentada.

Aprender a arte para o combate Necessita de muita paciência, dedicação e disciplina, mas inicialmente pode-se começar como os que buscam outros objetivos, até o momento em que se sinta seguro e em condições de se empenhar de forma intensa. Aconselha-se apenas não adiar demasiadamente o início do treinamento, pois muitos atributos desejáveis podem exigem considerável tempo e nem sempre correspondem ao planejamento inicial de cada individuo. É necessário desenvolver todos as fases do treinamento.

Obs: O Yiquan é uma arte marcial e não há diferenças incialmente entre o treinamento que vise a terapêutica ou a marcialidade, no entanto existem ênfases diferentes. O treinamento não se limitam a uma pratica que deixe de fornecer ao praticante, no devido tempo, uma condição propicia a autodefesa, que deve ser tão eficiente quanto o empenho do praticante. A condição física e mental é em muito superior ao período anterior a pratica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s