Oxído

A velhice destrói a tudo – Oxford

Monge

Nenhum orgulho ou poeira permanece naquele que encontra a força das águas.

Alguém um dia tentou me desafiar, o tempo passou e já cancei de ganhar, as vezes penso nos que perderam. Alguns encontraram apenas dinheiro e se tornaram os mendigos do sexo. Eu mataria até a ultima vampira se tenta-se invadir algum dos locais sagrados.

O cansaço toma conta enquanto os passos ficam pesados e difícéis. Mesmo após décadas de treinamento um simples prego pode se colocado por um assassino covarde, há coisas que fedem, alguns líderes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s